Archive for CITi

“Ruby on Rails” – XV Jornada de Cursos

Com o objetivo de tirar dúvidas e motivar a utilização de cada curso que estamos promovendo, começa hoje a Semana Especial da Jornada  de Cursos CITi. Confiram hoje o nosso primeiro post: o curso de Ruby on Rails.

O que é o Ruby on Rails?

Ruby on Rails é um meta-framework, ou seja, é a junção de cinco frameworks escrito na linguagem de programação Ruby. Além de ser gratuito e de código aberto ele promete revolucionar o mundo de desenvolvimento web, principalmente sites  voltados a banco de dados(database-driven web sites). Visa a facilidade de criação e diminuição do tempo de desenvolvimento, aumentando assim a produtividade e eficiência. Para isso o RoR(Ruby on Rails) segue dois conceitos o DRY (Don´t Repeat Yourself, Não se repita) e Convention over Configuration(Convenção sobre a Configuração) .

O DRY é o conceito por trás da técnica de definir nomes, propriedades e códigos em somente um lugar e reaproveitar essas informações em outros. Já o Convention over Configuration, como o próprio nome diz, estabelece valores padrão onde exite uma convenção. O progamador pode sobrescrever esses padrões se assim preferir. Em geral esse conceito facilita o entendimento e a manutenção desses sites.

Aqui você pode ter maiores informações sobre os 5 frameworks.

Quem usa o Ruby on Rails?

Apesar de ser uma linguagem muito nova no mercado e lançada pela primeira vez em julho de 2004 por David Heinemeier Hansson. Ela está entre as linguagens que mais crescem atualmente. Dezenas de centenas de aplicações Rails já estão rodando em todo o mundo. Pessoas estão utilizando o Rails em diversas situações, desde pequena operações pequenas até gigantes corporações. Nada mais nada menos que o Twitter utiliza essa linguagem, veja apenas algumas aplicações no mercado.

Aplicações Brasileiras:

BlogBlogs: Indexação, ranking e busca de blogs brasileiros.

Pagestacker: Sua memória na Internet.

Mailee: Finalmente, email marketing 2.0.

Treina Tom: Transmissão de eventos on-line.

Aplicações Estrangeiras:

Twitter: Fique conectado com seus amigos.

Basecamp: Gerenciamento de projetos.

Campfire: Salas de reunião para negócios.

Kongregate: O “YouTube dos games”.

SlideShare: Compartilhe apresentações PPT.

Depoimentos sobre Ruby on Rails

“Antes do Ruby on Rails, programação web necessitava de muitos passos e tempo. Agora, web designers e engenheiros de software podem desenvolver um website de maneira mais rápida e simples, permitindo que eles sejam mais produtivos e efetivos em seu trabalho”
-Bruce Perens, criador do termo “open source”

“O que diferencia este framework de todos os outros é a preferência por convenção ao invés de configuração para tornar as aplicações mais fáceis de desenvolver e compreender.”
-Sam Ruby, funcionário da IBM e diretor da Apache Software Foundation

“Ruby on Rails é incrível por estar diminuindo as barreiras para entrar no mundo da programação. Aplicações web poderosas que geralmente demoram semanas ou meses para serem desenvolvidas agora necessitam somente de uma questão de dias.”
-Tim O’Reilly, fundador da O’Reilly

“Rails é o framework de desenvolvimento web mais bem bolado que eu já utilizei. E já faz mais de uma década que faço aplicações web para sobreviver. Eu construí meus próprios frameworks, ajudei a desenvolver a API Servlet, e criei muito mais que alguns poucos servidores web. Ninguém fez nada como o Rails antes.”
-James Duncan Davidson, criador do Tomcat e do Ant.

Leave a comment »

XV Jornada de Cursos

A Jornada de Cursos é uma iniciativa do CITi, Empresa Júnior do Centro de Informática, centro de excelência da UFPE. No período de duas semanas, normalmente no mês de férias, vários cursos relacionados à novas tecnologias são oferecidos. A Jornada tem como objetivo principal capacitar interessados em novas tecnologias para que estejam aptos a ingressar no mercado de trabalho.

Como já é de tradição o CITi está promovendo a sua décima quinta Jornada de Cursos CITi e a cada dia vem se tornando referência regional no ensino de novas tecnologias. Mais de 1600 pessoas já realizaram nossos cursos.

Os cursos aliam instrutores bem preparados, ótima infra-estrutura com salas bem equipadas, com um computador para cada aluno e ótimo preço. Nossos preços, bem abaixo dos praticados pelo mercado, são garantidos pelo caráter sem fins lucrativos que o CITi como Empresa Júnior possui.

Com o caráter inovador esta edição conta com três novos cursos, são eles: Ruby on Rails, Programação concorrente com Java e Plano de negócios para incubadoras.

A XV Jornada de Cursos CITi acontecerá entre os dias 19 de julho30 de julho de 2010.

As inscrições iniciarão no dia 05 de julho de 2010. Confira a ementa dos cursos no site: www.citi.org.br/XVJornada

Caso surja alguma dúvida sobre algum curso, esta semana o blog entrará na semana especial da Jornada de Cursos do CITi. Todos os dias durante uma semana serão postados matérias sobre os cursos, fique atento. Caso queira tirar a sua dúvida mais rapidamente entre em contato com nossas redes sociais ou ligue, veja os links no final do post.

Não perca esta oportunidade!

Links Úteis:

– www.citi.org.br/XVJornada

– www.citi.org.br

– twitter.com/radarCITi

– Comunidade no Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=378840

– Perfil do Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?origin=is&uid=16580066375345538754

Leave a comment »

Chamada para Desenvolvedor CITi – Projeto Site FCAP Jr

Pré-requisitos técnicos:

  • PHP
  • HTML
  • JavaScript

Estimativa de duração:

  • 40h

Descrição:

  • O projeto consiste em consertar erros e adicionar funcionalidades ao código já pronto do site da FCAP Jr.

Leave a comment »

Chamada para Instrutor CITi – Java Web

Pré-requisitos:
  • Domínio da tecnologia JSF
  • Ótima didática.

Estimativa de duração:

  • 40h

Auxílio Financeiro:

  • R$ 20,00/h

Descrição:

  • O projeto consiste na realização de um curso In Company para integrantes do NTI da UFPE.

Leave a comment »

Pesquisa Jornada de Cursos

Escolha os cursos da XV Jornada de Cursos – CITi

O CITi está realizando uma pesquisa com todos os interessados, perguntando quais cursos eles gostariam de obter na XV edição da Jornada de Cursos.

Nessa edição, além dos tradicionais cursos de programação oferecidos, estão sendo cotados cursos de administração, gerenciamento e design.

Ajude-nos com essa pesquisa e faça com que o CITi ofereça os melhores cursos para você.

Para responder à pesquisa bastar clicar no link: http://bit.ly/9YtUUN

Leave a comment »

Estudante e Empreendedor

“Organizações formadas por jovens potencializam os anos de faculdade ao propiciar oportunidades de atuar de forma dinâmica no mercado de trabalho

George Carvalho (georgec@jc.com.br)

Ampliar visão de mundo, trabalhar em equipe, estabelecer uma rede de contatos, se envolver com projetos que vão além da grade curricular de qualquer curso: empreender. Organizações sem fins lucrativos formadas por jovens universitários podem potencializar os anos de faculdade ao propiciar aprendizado e desenvolver a capacidade empreendedora dos alunos. Um trabalho árduo e sem remuneração, mas que vale a pena e deve ser encarado como investimento a longo prazo – pelo menos é o que dizem os gestores dessas empresas.


NETWORK Como presidente de organização, Flávio vai viajar para congresso de empresas
juniores em Milão.

“É uma experiência agregadora. Você ganha maturidade e vivência que vai além da sala de aula. Eu vejo várias pessoas que entram na faculdade e ficam se dedicando somente às disciplinas como se fosse uma extensão do colégio”, diferencia Flávio Vasconcelos, 21 anos. Além de cursar duas faculdades (ciência da informação e administração), ele é presidente do Centro Integrado de Tecnologia da Informação (Citi), empresa júnior com 15 anos de atuação, ligada ao Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Desenvolvendo softwares e programas de tecnologia, o Citi oferece produtos mais baratos ao mesmo tempo em que possibilita aos estudantes colocar em prática o que aprendem durante o curso. “Vivencio o empreendedorismo na prática e meu network fica muito mais rico”, ressalta Flávio, que viaja em julho para Milão, na Itália, para um congresso mundial de empresas juniores. Na pauta, cases de sucesso e palestras sobre empreendedorismo e gestão, temas que também estiveram na agenda de um evento que David Santos, 23 anos, estudante de engenharia civil, participou no início de maio, em São Paulo, como presidente do escritório recifense da Associação Internacional de Estudantes de Ciências Econômicas e Sociais (Aiesec).

MOTIVAÇÃO Ozaildo Ferraz acredita que experiência será diferencial no mercado

A organização, que abrange outras áreas do conhecimento, existe em mais de cem países e não está diretamente ligada a nenhuma instituição de ensino. Para fazer parte dela, no entanto, é preciso ser universitário ou estar há menos de dois anos formado. “É uma rede interligada formada por jovens do mundo inteiro, discutindo temas globais como sustentabilidade, liderança e responsabilidade social e corporativa, trabalhando com estratégias de gerenciamento e pensamento analítico”, define, empolgado, o futuro engenheiro.

Para David, muitos problemas mundiais poderiam ser minimizados se as pessoas não “seguissem o modelo” e procurassem fazer algo diferente. “Empreendedorismo é isso: dentro de um status quo, ter uma ideia que possa gerar uma pequena revolução e causar algum impacto dentro do seu setor”, resume. “E a própria essência da Aiesec já é algo empreendedor”, destaca David. Firmando parcerias com empresas privadas e organizações do terceiro setor, a organização mundial promove intercâmbios profissionais, possibilitando a jovens do mundo inteiro vivenciar o trabalho e a cultura de um local diferente daquele de origem.

“Isso faz com que você abra a cabeça, imerso numa outra realidade. Tendo acesso a discussões e colocando em prática essas ideias, fica muito mais fácil empreender”, conclui o presidente da Aiesec Recife.

DEDICAÇÃO

Ozaildo Ferraz, 19 anos, presidente da Fcap Jr., empresa de consultoria formada por estudantes de administração da Universidade de Pernambuco, confessa que, em algumas situações, o curso acaba ficando em segundo plano. “Acabamos nos desenvolvendo mais ao nos dedicarmos à organização. Mas é importante estudar, para não prejudicar nossa imagem nem a da empresa”, observa. Para Ferraz, o fato de acreditar que a atividade vai ser um diferencial motiva a doação dos jovens. “Ao contrário de outros estágios, quando lidamos apenas com o operacional, aqui desenvolvemos poder de decisão, visão estratégica e planejamento”, deduz Ozaildo.”

Fonte: JC Online

Leave a comment »

Construa (e mantenha) seu networking – Membro do CITi no Diário de Pernambuco.

“Uma boa rede de contatos é cada vez mais importante para quem quer se destacar na busca por uma vaga no mercado
tiagocisneiros.pe@dabr.com.br


O estudante de ciências da computação Thalles Montenegro acredita que o networking pode fazer diferença no seu futuro . Foto :Fellipe Castro/Esp. Aqui PE/D.A Press

Thalles Montenegro tem 20 anos e é estudante de ciências da computação da Universidade Federal de Pernambuco. Desde cedo, ele se esforça para criar e manter uma rede de contatos profissionais. “O networking faz a diferença no futuro. Através da empresa júnior da UFPE, conheci muita gente – inclusive de outros estados – e troquei experiências. Mais para a frente, essas pessoas e conhecimentos podem me ajudar em um emprego, pesquisa ou negócio próprio”, diz.

Apesar da pouca idade, Thalles está certíssimo. Pelo menos, na ótica dos especialistas na área de recursos humanos. Para eles, uma boa rede de contatos é cada vez mais importante para quem quer se destacar em um mercado caracterizado pelo encontro de campos de atuação bem distintos e por profissionais que passam pouco tempo em cada empresa.

Para criar seu networking, o primeiro passo é aproveitar os encontros com outros profissionais (mesmo que sejam de outras áreas) para trocar e-mails, telefones e experiências. Nesses momentos, um cartãozinho de visita costuma ser bastante útil. A dica é da coordenadora do curso de gestão em recursos humanos da Faculdade Marista, Ana Regina Ribeiro, para quem a rede de contatos pode ser decisiva na busca por oportunidades e conhecimentos.

Se você for arriscar uma aproximação, vá com calma. Quem vai direto ao ponto pode ficar com a imagem de alguém que só quer se “aproveitar” dos novos colegas. Por isso, tente começar a conversa com assuntos amenos, como a expectativa para a Copa do Mundo ou qualquer outra coisa que seja de alcance geral. “As pessoas devem agir naturalmente, falar sobre o que está acontecendo. Aos poucos, depois de ‘quebrar o gelo’, podem chegar aos assuntos profissionais”, diz a professora.

Para o networking dar certo, você também vai precisar investir na manutenção das relações. Segundo Ana Regina Ribeiro, isso pode ser feito através de telefonemas, e-mails (sem spams, correntes e afins) e conversas em eventuais reencontros. Outra opção é participar de associações profissionais, que costumam promover reuniões e debates sobre o mercado de trabalho.

Nos últimos anos, as redes de relacionamento on-line, como o Orkut, o Yahoo! Groups e o LinkedIn, ganharam espaço entre os contatos profissionais.”

Fonte: diariodepernambuco.com.br

Leave a comment »