Estudante e Empreendedor

“Organizações formadas por jovens potencializam os anos de faculdade ao propiciar oportunidades de atuar de forma dinâmica no mercado de trabalho

George Carvalho (georgec@jc.com.br)

Ampliar visão de mundo, trabalhar em equipe, estabelecer uma rede de contatos, se envolver com projetos que vão além da grade curricular de qualquer curso: empreender. Organizações sem fins lucrativos formadas por jovens universitários podem potencializar os anos de faculdade ao propiciar aprendizado e desenvolver a capacidade empreendedora dos alunos. Um trabalho árduo e sem remuneração, mas que vale a pena e deve ser encarado como investimento a longo prazo – pelo menos é o que dizem os gestores dessas empresas.


NETWORK Como presidente de organização, Flávio vai viajar para congresso de empresas
juniores em Milão.

“É uma experiência agregadora. Você ganha maturidade e vivência que vai além da sala de aula. Eu vejo várias pessoas que entram na faculdade e ficam se dedicando somente às disciplinas como se fosse uma extensão do colégio”, diferencia Flávio Vasconcelos, 21 anos. Além de cursar duas faculdades (ciência da informação e administração), ele é presidente do Centro Integrado de Tecnologia da Informação (Citi), empresa júnior com 15 anos de atuação, ligada ao Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Desenvolvendo softwares e programas de tecnologia, o Citi oferece produtos mais baratos ao mesmo tempo em que possibilita aos estudantes colocar em prática o que aprendem durante o curso. “Vivencio o empreendedorismo na prática e meu network fica muito mais rico”, ressalta Flávio, que viaja em julho para Milão, na Itália, para um congresso mundial de empresas juniores. Na pauta, cases de sucesso e palestras sobre empreendedorismo e gestão, temas que também estiveram na agenda de um evento que David Santos, 23 anos, estudante de engenharia civil, participou no início de maio, em São Paulo, como presidente do escritório recifense da Associação Internacional de Estudantes de Ciências Econômicas e Sociais (Aiesec).

MOTIVAÇÃO Ozaildo Ferraz acredita que experiência será diferencial no mercado

A organização, que abrange outras áreas do conhecimento, existe em mais de cem países e não está diretamente ligada a nenhuma instituição de ensino. Para fazer parte dela, no entanto, é preciso ser universitário ou estar há menos de dois anos formado. “É uma rede interligada formada por jovens do mundo inteiro, discutindo temas globais como sustentabilidade, liderança e responsabilidade social e corporativa, trabalhando com estratégias de gerenciamento e pensamento analítico”, define, empolgado, o futuro engenheiro.

Para David, muitos problemas mundiais poderiam ser minimizados se as pessoas não “seguissem o modelo” e procurassem fazer algo diferente. “Empreendedorismo é isso: dentro de um status quo, ter uma ideia que possa gerar uma pequena revolução e causar algum impacto dentro do seu setor”, resume. “E a própria essência da Aiesec já é algo empreendedor”, destaca David. Firmando parcerias com empresas privadas e organizações do terceiro setor, a organização mundial promove intercâmbios profissionais, possibilitando a jovens do mundo inteiro vivenciar o trabalho e a cultura de um local diferente daquele de origem.

“Isso faz com que você abra a cabeça, imerso numa outra realidade. Tendo acesso a discussões e colocando em prática essas ideias, fica muito mais fácil empreender”, conclui o presidente da Aiesec Recife.

DEDICAÇÃO

Ozaildo Ferraz, 19 anos, presidente da Fcap Jr., empresa de consultoria formada por estudantes de administração da Universidade de Pernambuco, confessa que, em algumas situações, o curso acaba ficando em segundo plano. “Acabamos nos desenvolvendo mais ao nos dedicarmos à organização. Mas é importante estudar, para não prejudicar nossa imagem nem a da empresa”, observa. Para Ferraz, o fato de acreditar que a atividade vai ser um diferencial motiva a doação dos jovens. “Ao contrário de outros estágios, quando lidamos apenas com o operacional, aqui desenvolvemos poder de decisão, visão estratégica e planejamento”, deduz Ozaildo.”

Fonte: JC Online

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: